"As obras de Suas mãos são verdade e justiça; Imutáveis os Seus preceitos; Irrevogáveis pelos séculos eternos; Instituídos com justiça e eqüidade." - Salmo 110, 7-8

domingo, 5 de julho de 2009

Freiras americanas estão sob investigação do Vaticano

The New York Times

"O Vaticano está conduzindo sem alarde duas investigações amplas sobre as freiras americanas, uma atitude que assustou e alarmou as freiras que temem ser alvo de uma inquisição doutrinal.

As freiras foram as trabalhadoras normalmente não reconhecidas que ajudaram a construir a Igreja Católica Romana nos EUA, implantando escolas e hospitais e mantendo as paróquias funcionando. Mas durante as últimas três décadas, seus números vêm diminuindo - de 180 mil e 1965 para 60 mil nos dias de hoje.

Enquanto algumas freiras dizem estar agradecidas pelo Vaticano finalmente prestar atenção à suas comunidades, em número cada vez menor, muitas temem que a real motivação seja fisgar de volta as freiras americanas que reinterpretaram sua vocação para o mundo moderno.

Nas últimas quatro décadas desde as reformas do Segundo Conselho do Vaticano, muitas freiras americanas pararam de usar seus hábitos religiosos, deixaram os conventos para viver de forma independente e foram para novas frentes de trabalho: o mundo acadêmico e outras profissões, defesa social e política de organizações de base que servem aos pobres ou promovem a espiritualidade. Algumas freiras também têm sido ativas em organizações que defendem mudanças na igreja como a ordenação de mulheres e a permissão para que homens casados sejam padres." (Leia na íntegra)

Comentando:
Algumas frases onde podemos detectar a heresia da Teologia da Libertação:

"Eles pensam em nós como uma força de trabalho eclesiástica."
"Para alguns integrantes dos círculos de liderança em Roma e em outros lugares, isso é um negócio inacabado. É um esforço para restabelecer uma série de padrões muito tradicionais e muito conservadores que em relação ao que a vida no convento deveria ser."


Força de trabalho eclesiástico?!
Para mim, é a irmã não está agindo de acordo com o que se propôs a fazer. Ou seja, orar e orientar, de forma correta, as pessoas.


"...hóspedes não convidados que devem ser recebidos na sala de estar, e não entrarem por toda a casa".

Onde já se viu tentar barrar uma visita de averiguação do Vaticano! Quem ousou fazer tal coisa, deveria ser excomungado!

Um comentário:

Ana Maria Nunes disse...

que coisa! tem usar o hábito e padre batina.

A autora

Minha foto
Filha da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.