"As obras de Suas mãos são verdade e justiça; Imutáveis os Seus preceitos; Irrevogáveis pelos séculos eternos; Instituídos com justiça e eqüidade." - Salmo 110, 7-8

sábado, 13 de março de 2010

Para um anônimo que me acha omissa quanto aos escândalos de sacerdotes

Anônimo postou: "Sara, enquanto a igreja católica e o Vaticano se afogam em mais uma onda de escândalos de abuso sexual, prostituição gay e pedofilia - coisas que envolvem até o irmão do papa - seu blog permanece omisso a essa realidade, recusando-se a debater tais temas. Por que tal postura de avestruz?"

Prezado anônimo, não estou omissa, não. Apenas deixo essas notícias aos vários blogs e sítios católicos (basta ver os que recomendo ali embaixo), pois é desgastante e chato ficar vendo-as em tudo quanto é lugar.

Os jornais online estão publicando exaustivamente sobre esse assunto.
O que você deveria ter feito, era perguntar a minha opinião sobre esses casos de abusos e prostituição. A minha opinião é igual à de todas as pessoas de caráter: os sacerdotes que fizeram essas abominações, podem e devem ser denunciados e punidos, tanto na esfera civil, quanto na eclesiástica.
Mas se achas que deixarei a Santa Igreja por causa disso, estás enganado. A pedofilia está longe de ser um problema só de alguns padres da Igreja Católica, que é Santa (pois Cristo a instituiu), mas composta de pecadores.
Agora irei postar algumas notícias:

Bispo alemão responde a ministra sobre “suposto silêncio” da Igreja ante abusos

Autoridade vaticana explica processo canônico de casos de abuso sexual

Papa não decidiu reintegrar pastoralmente sacerdote pederasta em Munique

Papa aprova medidas da Igreja alemã contra a pedofilia, diz Bispo


Vaticano: falhou tentativa de ligar Papa à escândalo sexual

Irmão do Papa é alvo de campanha difamatória que visa atingir o Sumo Pontíficie

Esclarecimentos do Bispo de Regensburg sobre abusos sexuais e difamação anticatólica

2 comentários:

Vagabo disse...

Sara, Boa Tarde!

Para não ficar no anonimato, meu nome é Luís, sou de Belo Horizonte.

Acho que você deveria ler o livro 1808 de Laurentino Gomes. Talvez assim sua mente conseguisse se expandir um pouco. Talvez você consiga enteder o que fomos no passado (nada), o que somos hoje(nada), e o que seremos daqui a 100 anos(nada). Graças ao imperialismo português, arraigado por soberanos dementes, medrosos e loucos.

Sara Rozante disse...

Olá, Luís!

Não gosto do Laurentino Gomes. Ele utiliza muitos clichês republicanos, e falta-lhe bons argumentos.
Sobre história econômica brasileira, indico-lhe Jorge Caldeira, que é muito bem embasado.
Deixar-lhe-ei duas postagens do blog com esses temas que você abordou:

Nacionalismo, patriotismo, nacionismo e economia:
http://srozante.blogspot.com/2010/06/nacionalismo-patriotismo-nacionismo-e.html

Luso-tropicalismo:
http://srozante.blogspot.com/2010/02/luso-tropicalismo.html

Sobre a economia portuguesa:
http://www.centenariodarepublica.org/centenario/conteudos/por-temas/financas/

Poderá encontrar mais informações nos marcadores "Monarquia" e "História".
Agradeço-lhe o comentário.

Ad Jesum per Mariam,

A autora

Minha foto
Filha da Santa Igreja Católica Apostólica Romana.